Máxima: Moda, beleza, lifestyle e comportamento
Fórum - Actualidade - TópicoBem-vindo! Login Criar um novo perfil
Pesquisa:
frustração no trabalho
Enviada por José Miguel 
Fóruns Lista de mensagens Novo tópico
frustração no trabalho
14 de Março de 2003 às 06:15
Olá! Sou muito trabalhadora, dedico-me a 100% ao meu trabalho, sou das primeiras a entrar, e quando é preciso, sou das últimas a sair do posto de trabalho. trago ideias, esforço-me por aprender e trabalho até à exaustão. O que recebo em troca? Tou quase há dois anos assim numa empresa pequena, onde me pedem, por vezes para trabalhar ao fim de semana, já pedi não um aumento, mas o que me prometeram, na entrevista de emprego, dar logo que pudessem, não me negaram, mas arranjaram mil e uma desculpas e até agora ... nada. A vida tá difícil também para mim. Quase não sobra dinheiro. O ordenado só o vejo passar para pagar as despesas... E acabaram de me pedir para trabalhar num fim de semana super importante para mim porque o meu único e adorado sobrinho faz 2 aninhos. Já não sei que fazer... Tou tão farta!
Re: frustração no trabalho
15 de Março de 2003 às 04:01
Já pensou «adoecer gravemente» no dia do aniversário do seu sobrinho?
Re: frustração no trabalho
17 de Março de 2003 às 09:51
Já pensei nisso, mas acho que o meu chefe ainda me tornava a vida pior...
Re: frustração no trabalho
04 de Abril de 2003 às 02:23
Já pensou em começar a procurar outro emprego? Supostamente, passámos a maior parte da nossa vida a dormir ou no local de trabalho. Não é importante que esse tempo que dispensámos no local de trabalho seja bem aproveitado? Eu sei que nem todos temos oportunidade para mudar de emprego mas se querermos mudar alguma coisa na nossa vida, também temos de fazer por isso.
O pior da sua situação é o não estar a ser suficientemente valorizada por aquilo que realmente vale. Tem consciência disso não tem??? É que, efectivamente, vale mais do que aquilo que lhe reconhecem no seu trabalho. E isso acontece a quase toda a gente em vários sectores da nossa vida. Mas cá entre nós, que ninguém nos ouve: será que não podemos combater essa tendência??? Podemos não obrigar os outros a valorizarem-nos mas podemos começar por nos valorizarmos a nós mesmos... e, já agora, podemos começar também por valorizar os outros. Quantas pessoas são as que nós não valorizamos devidamente porque achámos que elas não necessitam dessa valorização?

Não existem soluções mágicas para problemas reais mas existe sempre a possibilidade de escolha... podemos sempre escolher a maneira como pretendemos encarar o problema. Podemos ser super mulheres ou mulheres derrotadas.

Força!

Carpe Diem
Re: frustração no trabalho
04 de Abril de 2003 às 02:24
Já pensou em começar a procurar outro emprego? Supostamente, passámos a maior parte da nossa vida a dormir ou no local de trabalho. Não é importante que esse tempo que dispensámos no local de trabalho seja bem aproveitado? Eu sei que nem todos temos oportunidade para mudar de emprego mas se querermos mudar alguma coisa na nossa vida, também temos de fazer por isso.
O pior da sua situação é o não estar a ser suficientemente valorizada por aquilo que realmente vale. Tem consciência disso não tem??? É que, efectivamente, vale mais do que aquilo que lhe reconhecem no seu trabalho. E isso acontece a quase toda a gente em vários sectores da nossa vida. Mas cá entre nós, que ninguém nos ouve: será que não podemos combater essa tendência??? Podemos não obrigar os outros a valorizarem-nos mas podemos começar por nos valorizarmos a nós mesmos... e, já agora, podemos começar também por valorizar os outros. Quantas pessoas são as que nós não valorizamos devidamente porque achámos que elas não necessitam dessa valorização?

Não existem soluções mágicas para problemas reais mas existe sempre a possibilidade de escolha... podemos sempre escolher a maneira como pretendemos encarar o problema. Podemos ser super mulheres ou mulheres derrotadas.

Força!

Carpe Diem
Re: frustração no trabalho
04 de Abril de 2003 às 02:40
Olá!

Procurar outro emprego, mas um que valha a pena, tem sido o que tenho feito nos últimos tempos para não andar sempre assim. Só que a presente crise, os licenciados que concorrem comigo ao que interessa, problemas de saúde que me impedem também de ter certos empregos, as condições oferecidas em muitos, impedem-me de dar um passo que me possa arrepender. Este emprego pelo menos tem sido certo, só que é horrível poderem fazer o que querem de nós só pela concorrência, pela crise, por tudo... Tenho também contas certas para pagar, e não posso passar a vida a saltitar de emprego em emprego. Pode ser que surja algo que me faça feliz. Sei que um negócio próprio faria. Sou muito organizada e empreendedora, e dou por mim a dar constantemente ideias para valorizar esta empresa, mas só vejo passividade por parte de quem deveria ser o maior interessado. Sei que posso fazer tanto, mas não há dinheiro, não há condições, a situação não está para riscos. Mas a sua mensagem foi encorajadora... Tento não me ir abaixo... às vezes é difícil. E tem razão em relação aos outros. Nem sempre tratamos os outros como gostaríamos de ser tratados... Vou tentar. smiling smiley
Re: frustração no trabalho
05 de Abril de 2003 às 11:57
Olá,

Parece que não és a única. Tb sou um caso parecido com o teu. Tenho formação (muito superior à minha hierarquia), tenho já 5 anos de casa (estou efectiva), sp fui uma polivalente em funções e tarefas entre o departamento comercial e marketing, mas parece que reconhecimento não existe nesta empresa.
Tb sinto-me farta, principalmente pq o ambiente já não é tão profissional como eu gostaria que fosse.
Apesar de estarmos em fase crítica no mercado de trabalho, tenho respondido a alguns anúncios de emprego e estou com dois em fase final. É isso mesmo, não terminei a minha licenciatura e master para ficar na mesma posição. Considero-me uma pessoa competente que sp cumpriu a 100% os meus objectivos (pq tb temos prémios trimestrais), com iniciativa e bom espírito de equipa, mas vejo que a empresa não me está a valorizar ou a querer apostar em mim. Por isso, vou tentando sair deste local, procurando assim outra empresa que me dê outra e melhor estabilidade.

Penso que deverás te manter na empresa até arranjares algo que realmente gostes de fazer e que a empresa, por sua vez, aposte em ti. Temos que ser positivas e obter uma boa auto-motivação, para que acreditemos que chegará uma empresa que apostará em nós e, consequentemente, nos sentimos bem e sejamos reconhecidas.

Uma situação importante que deverás manter no teu local de trabalho é se não tens isenção de horário, deves começar a demonstrar que não tens o dever de estar até mais tarde no emprego, como trabalhar aos fins-de-semana. Eu sei que uma vez por outra, devemos ficar até mais tarde no emprego, mas não devemos abusar ou deixar que a empresa/ o chefe se habitue a isso. Se somos profissionais então, devemos aprender a gerir o nosso tempo e a definir prioridades. Senão, desenha um plano de trabalho com níveis temporais, ou seja, prazos.
Casos particulares, como o aniversário do teu sobrinho, se assim for te importante, sejam sobrepostos pelo trabalho… daqui a pouco não deverás casar, ter filhos, ou ires dormir a casa porque tens coisas a fazer no emprego. Temos que distinguir e saber que à tempo para tudo, se for bem gerido e que existem outros factores que nos satisfazem no meio da empresa (exemplos: reconhecimento, estabilidade contratual, salário, ambiente físico, ambiente e relacionamento com os colegas, etc.).

Tenta colocar o teu currículo em vários sites de slecção e recrutamento (Stepstone, PortugalGlobal, Manpower, Michael Page, etc.). Vai pesquisando anúncios de emprego, ao mm tempo, nestes sites.

Bjs,
Sê positiva, haverá alguém que te reconheça profissionalmente.

P.S.: Se quiseres conversar mais ou perguntares algo, não hesites em me escrever.

Re: frustração no trabalho
07 de Abril de 2003 às 10:35
Olá! É bom, por um lado, saber que não sou a única com estes problemas. Por outro, é mau haver tanta gente que investe numa educação superior e que dá tudo de si (não se limita a ter um emprego, mas tem um "trabalho"winking smiley e em troca o que recebe é ... nada. Ás vezes parece-me que quem não se importa é quem se dá melhor. Temos outras empresas a funcionar aqui e as pessoas já foram aumentadas, e são das que aproveitam todas as pontes, feriados, tiram no ano anterior as férias do ano seguinte e chegam às 10 e tal quando é suposto entrar-se às 9h30. Eu estou numa empresa pequena e acho que é esse o problema. O meu superior precisa bastante de mim, não me posso dar ao luxo de dizer que não trabalho naquele fim-de-semana, porque ele nem sequer está por cá, tenho que ser eu a fazer o trabalho e sózinha. E ele simplesmente me informou que tinha de ir, não me perguntou sequer... Mas na parte de me aumentar ou incentivar de alguma forma, faz ouvidos moucos...
Já há semanas que estou a concorrer a outros empregos, já me ofereceram trabalho na área de jornalismo (a área onde tenho formação), mas é uma área muito complicada, com muita concorrência, muito trabalho e muito mal paga. E só me oferecem trabalho pago à peça. Ora, eu tenho casa para pagar e outras despesas, não sei se devo arriscar. Mas procuro em tudo o que é sítio, principalmente através da Internet, que dá muito jeito, mas até agora não tenho tido muita sorte. A situação não está a melhor para mudanças, mas vamos a ver. de qualquer das formas obrigada pelo apoio e sugestões, e felicidades para ti também nas diversas áreas da tua vida... porque não é só o trabalho que interessa, embora também seja importante para nos sentirmos felizes, uma vez que, infelizmente, é onde passamos a maior parte da vida...
Re: frustração no trabalho
23 de Setembro de 2005 às 10:39
Olá !
De facto, não és a única com estes problemas, bem reais em algum percurso da vida de todas nós.
O meu conselho vai talvez tentares ter uma conversa com o teu chefe ou patrão sobre isso. E não deixares de ir ao aniversário do sobrinho por questões de trabalho. Pareceu-me que o chefe já está tão habituado ao trabalho extra que já não pede horas e fins-de-semana extra: exije. Se ele não vai estar, problema dele. Já pensaste que ele pode não estar por questões pessoais ?
Há bem pouco tempo estive a trabalhar numa empresa em que dei tudo de mim, novas ideias, muito tempo extra no escritório, etc. Simplesmente fui substituída por uma cunha que gostava de ter um emprego melhor.
Como vês, se não formos nós a nos valorizarmos, ninguém o fará. Se precisares de alguma coisa, o meu mail: helga.maria@hotmail.com.
Boa sorte e Felicidades!

Re: frustração no trabalho
21 de Dezembro de 2005 às 03:48
Olá.

Realmente a tua situação é o "normal" nos dias de hoje.
A verdade é a seguinte: "Se aceitas o ordenado ao fim do mês e no mês seguinte vais trabalhar, significa que aceitas aquilo que ganhas!"
Decerto q tb compreendo q as coisas n estao faceis e mais vale um passaro na mao do q 2 a voar.....
Falar com o patrao n me parece boa ideia, pq se ele quizer manda te embora pq oferta e pessoas desempregadas é o q n falta, infelizmente.
N sei se tas a compreender onde quero chegar......

Tens sempre a alternativa, e era o que eu te aconselhava, arranjares um part-time, de 1 a 2 horas por dia.... existe mta coisa!!!
Ate poderia ser trabalho a partir de casa. Eu tb tava na mesma situaçao que tu e foi o q fiz. Uma colega minha arranjou me um part time a partir de casa. Estou mto satisfeita actualmente com a minha situação financeira, e talvez te possa tb ajudar.

Olha a página dessa minha amiga é:
www.trabalhe-em-casa.com/extramoney

Dá uma olhada.
Se gostares voltamos a falar. Quem sabe se nao aumentas os rendimentos de tal forma que nao tenhas que aturar mais patroes dessa laia.
Inte.
Apenas os utilizadores registados podem enviar mensagens para este fórum.

Clique aqui para entrar

Utilizadores ligados

Visitantes: 5

Máximo de utilizadores: 3 em 07 de Agosto de 2014
Máximo de visitantes: 311 em 29 de Outubro de 2013
Máxima: Moda, beleza, lifestyle e comportamento