Especiais | PDA
Newsletter
LOJAS:  Decoradores e Designers | Sofás | Mobiliario de Decoração

 
Fórum > Dicas prà troca > TópicoBem-vindo! Login Criar um novo perfil
Pesquisa:
Recuperação de Portas Antigas - Madeira à Vista ou Tinta?
Enviada por pauloms 
Fóruns Lista de mensagens Novo tópico
Recuperação de Portas Antigas - Madeira à Vista ou Tinta?
10 de Agosto de 2008 às 11:57
Olá Pessoal,

Ando a tratar das portas de madeira da casa (antiga - velha...) que adquiri de forma a poupar dinheirosmoking smiley

EStas portas foram pintadas (mal) com tinta de esmalte há cerca de 12 anos pelo anterior proprietário. Já decapei toda essa camada. Por debaixo existe uma película muito mais antiga de tinta e que está mais "entranhada" na madeira.

Como gosto muito de madeira à vista, pensei em decapar-lixar por completo a tinta antiga das portas e depois aplicar um tapa-poros, velatura escura e verniz mate ou só tapa-poros e verniz escuro mate de forma a, se por um lado, lhes dar um aspecto "respeitável" e bonito (acho eu) pela idade e com a madeira à vista, por outro, ocultar os defeitos da madeira pelo tom do verniz-velatura.

Este resultado, seja com verniz, com esmalte ou tinta com efeitos a imitar a madeira vai ter conjugar com o que for aplicado nas aduelas e restantes peças em madeira (roda-pés e roda-esquinas).
O chão dos pisos é em madeira não envernizada. Estou ainda em dúvidas se hei-de mandar polir e envernizar ou se de aplicar pavimento flutuante de boa qualidade.
Os actuais tectos são em madeira pintada e como o custo da sua recuperação/pintura é quase o mesmo do que se substituir tudo por casquinha envernizada, vou seguir esta última opção, até para aproveitar para se inspeccionar os barrotes e vigas dos pisos e se for caso aplicar um tratamento para exterminar o caruncho.

Resumindo,
- Os tectos e soalhos vão ficar com madeira à vista envernizada (ainda não sei com que tons - opiniões aceitam-se).
- As paredes, em principio, vão ser pintadas em tons de branco.
- As caixilharias exteriores em madeira vão ser substituídas por outras iguais no estilo mas em alumínio lacado, uma vez que os custo/trabalho que a manutenção da madeira em exterior ao longo do tempo exige não compensar a recuperação das actuais. Estou a pensar manter as portadas interiores em madeira, mas ainda não decidi.

As minhas questões são as seguintes:
1 - Será que a decapagem-lixagem e tratamento dos defeitos mais evidentes das portas vai dar muito mais trabalho do que aquilo que estou a pensar e que mais vale aplicar nas portas um primário e uma boa tinta de esmalte casca-de-ovo ou uma aplicação de efeitos com tintas para imitar os veios da madeira (não sei o nome técnico desse estilo)?
2 - O resultado final com o verniz escuro nas portas ficará bom?

Vou tentar tirar e postar aqui algumas fotos de forma a perceberem melhor o estilo das portas e das aduleas e dos interiores. Como a casa é antiga e ao estilo da época, todos as esquinas têm "roda-esquinas" em madeira. Ou seja, a decoração destas madeira vai ter de ficar num estilo que têm de se compatível ao das portas. Também gostava de receber opiniões do tipo de aplicação que se deveria fazer para toda esta madeira para além das portas (roda-pés, roda-esquinas,...) e com as fotos vai ser mais fácil de explicar as dúvidas.

Abraço e desculpem a extensão da "redacção"...smiling smiley
Re: Recuperação de Portas Antigas - Madeira à Vista ou Tinta?
14 de Agosto de 2008 às 02:04
Ora aí seguem umas imagens das portas e do ambiente geral (em restauro). Devem ser umas três portas de cada um dos tipos. Carreguem nos links sff:

portas tipo 1

Portas tipo 2

Portas tipo 2

Portas tipo 2A
Re: Recuperação de Portas Antigas - Madeira à Vista ou Tinta?
16 de Agosto de 2008 às 01:05
Meu amigo é de certeza um homem de coragem para se meter com este trabalho, deixe desde já felicita-lo.
No meu percurso profissional em remodelações já me deparei com este tipo de material antigo a nível de carpintaria em Lisboa e são muitas vezes madeiras com mais de 50 anos de existência o que torna o trabalho quase impossivel de recuperação das mesmas, com o disse e bem as tintas originais estão muito entranhadas na madeira.
No meu ver a única maneira de recuperar em condições as carpintarias das fotos será lixa-las muito a fundo aplicar betume para madeira afim de retirar pequenas mossas que apresentam, posteriormente aplicar subcapa, nova lixagem e aplicação de esmalte tipo casca de ovo. No entanto se feito por profissionais será um trabalho bastante dispendioso e nem todos estão habilitados para o fazer mesmo que digam que sim.
Outro problema surge com as ferragens (dobradiças etc...) que eram usadas na altura que estão completamente ultrapassadas e não se arranjam no mercado actual, até o tipo de encaixe nas aduelas já não é actual dificultando a aplicação das fechaduras que têm de ser exteriores obrigatóriamente.
Aconselho a procurar ajuda profissional competente.

Com os meus cumprimentos
RNPA@sapo.pt
Re: Recuperação de Portas Antigas - Madeira à Vista ou Tinta?
16 de Agosto de 2008 às 02:32
Viva,

Obrigado pelos seus comentários.

Depois de ter reflectido sobre o assunto, e contra a minha vontade, deduzi que a decapagem completa e integral das portas para a aplicação do verniz seria uma "aventura" com resultados imprevisíveis e cuja manutenção futura poderia incorrer em elevados custos. Como tal, creio que vou seguir para a tinta, faltando-me decidir se sigo para o esmalte casca-de-ovo (opção mais comum e talvez a mais sensata) e em que tons ou se sigo para uma aplicação, não sei de que tipo de tinta, para a imitação dos veios da madeira (não sei o nome desta técnica).

A questão de que fez menção sobre as ferragens é importante. Com efeito, as fechaduras de quase todas as portas têm pequenos problemas, mas são recuperáveis. A minha ideia é contratar um carpinteiro especializado para que realize os pequenos trabalhos de recuperação das madeiras (tratar dos empenos e outras pequenas coisas) e ao mesmo tempo que me aconselhe quanto às fechaduras, se vale a pena trocar ou recuperar. Sei de uma pessoa que tem uma oficina de serralharia e que faz precisamente este tipo de ferragens antigas e como tal, é possível seguir o caminho da recuperação ou da troca por igual.

Fico a aguardar por mais comentários e opiniões.

Abraço
Re: Recuperação de Portas Antigas - Madeira à Vista ou Tinta?
19 de Agosto de 2008 às 03:22
Desculpe por me meter a dar-lhe conselhos. Sou uma portuguesa que vive na Suécia desde há quase 25 anos. Talvez influenciada pelo estilo de vida nórdico em que quanto mais autênticas as coisas, melhores e mais bonitas, eu sou sempre da opinião que quando se puder recuperar, tem de se recuperar. Isto aplicasse a tudo, desde portas a janelas, chãos, etc.
No seu caso e embora tenha pela frente um duro trabalho, acho que deve recuperar estas portas e as suas fechaduras.
E quando falo em recuperar refiro-me a que, segundo a minha opinião, o que deveria fazer é tentar tirar a tinta da melhor maneira possível e tentando não queimar a madeira. É um trabalho que vai durar tempo mas acho que vale a pena. Depois aconselho-o a que uma vez tirada a tinta e as portas bem lixadas, NÃO AS ENVERNIZE!!! Eu odeio os vernizes, sei que em Portugal é tudo envernizado, desde chãos a moveis, etc. Mas o verniz não deixa respirar a madeira e não é um produto natural. Se fossem as minhas portas eu, ou deixava-as com a côr da madeira natural, muito bem lixadas, ou as cobria com óleo de linho (ou linhacca???) misturado com terpentina (não sei se se diz assim em Portugal) que as deixa ficar muito bonitas e deixa a madeira respirar.
E se as quiser pintar, pinte-as também com tinta natural feita com óleo de linho, pigmento da côr que escolher e secativo para as portas secarem depressa.
Eu não o aconselho nada a usar tintas a imitar a madeira. Tudo o que é imitacão é falso. Para isso é melhor tirar as portas e pôr portas novas. Desculpe mas se o senhor comprou uma casa antiga deve manter o mais possível do original.
Também o aconselho a não envernizar o chão. Mas isto é a minha opinião e como já lhe disse eu odeio vernizes e os seus brilhos.
Comprei um pequeno andar antigo em Lisboa que estou a recuperar. As janelas de madeira foram recuperadas (embora em contra da opinião do empreiteiro que queria pôr novas de aluminio e eu proibi-o de o fazer) e o chão do andar, todo em tábua corrida antigo, vai ser afagado e vou levar daqui da Suécia para Lisboa um produto natural à base de óleo de linhacca e outros óleos naturais para pôr no chão (nada de vernizes). E como eu quero o chão branco e que se vejam as veias da madeira, este óleo tem pigmento branco. Vai ficar lindissimo e algo que em Portugal não se vê. Eu sei que em Portugal gostam muito de madeiras escuras, moveis, chãos, etc. Mas eu gosto da madeira clara, que ajude a reflectir a luz e como o meu andar é um primeiro quero que o branco ajude a tornar o ambiente luminoso.
Mais uma vez pecco desculpa por me meter a dar opiniões. O senhor facca como entender, esta é só mais um conselho.
Pode-me contactar se quiser.
Boa sorte
Gloria
Re: Recuperação de Portas Antigas - Madeira à Vista ou Tinta?
20 de Agosto de 2008 às 05:32
VIva,

Agradeço-lhe as suas opiniões. Realmente, é uma visão um pouco diferente daquilo que estava a pensar e, como tal, será interessante debatermos um pouco mais as ideias e opiniões distintas para que, para além do interesse próprio, outros também possam usufruir e tirar ilações. Devo dizer-lhe que no meu caso ainda nada está decidido ou que seja irreversível quanto aos objectivos finais do que estou a fazer e do que vou pagar para ser feito.

Janelas - A casa tem portadas exteriores, janelas e portadas interiores, tudo em madeira. As primeiras não estão em muito bom estado e devem ser removidas. As outras estão em relativo bom estado, sendo que as portadas interiores estão perfeitamente boas. A minha ideia de remover as portadas exteriores e as actuais janelas em madeira tem a ver com o facto de que só a recuperação das janelas (decapar, reaplicar nova massa para os vidros, lixar, resinas de consolidação das fendas e defeitos, subcapa e esmalte) iria custar quase tanto quanto a substituição por janelas novas em aluminio de boa qualidade. Para além de que, como a casa está virada para Sudoeste sem qualquer obstáculo à frente e numa encosta, apanha com muito sol (UV e IR), o que leva a que, de quatro em quatro anos haja a necessidade de se aplicar nova camada de tinta, pelo menos na parte exterior, para manter o bom aspecto e proteger a madeira. Para além disso, existem outras questões como o isolamento térmico e acústico em que, infelizmente, sendo janelas de vidro simples, mesmo com as portadas interiores, não conseguem ter a mesma performance que uma boa janela em aluminio, mesmo que esta última não tenha barreira térmica/acústica.

Soalho - Em boa verdade, desconheço por completo o procedimento e materiais de que fala. Gostava muito de saber mais e mesmo de ver algum exemplo prático. Se tiver fotos de alguma aplicação agradecia que indicasse o link ou que mas enviasse. Gostava de saber vantagens práticas relativamente aos vernizes com o custo, durabilidade, resistência a impactos, etc.
No meu caso estava a equacionar a aplicação de verniz de dois componentes, à base de água e não dos mais comuns com alguns produtos químicos nocivos, mate e ligeiramente escurecido. A questão do escurecido é o facto de, do meu ponto de vista, não tornar tão evidente eventuais defeitos do soalho para além de lhe dar um certo "ar" de respeito e de idade.

Portas - A minha, para já, decisão de pôr de lado a ideia da madeira à vista, seja com a aplicação de verniz ou de um outro eventual produto, reside no facto de que remover completamente a tinta antiga e que está embebida na madeira, é muito complicado e vai dar muito trabalho, embora não seja impossível. Depois, também há o facto de que as portas têm alguns defeitos oriundos do tempo e do uso como fendas, pequenos buracos, etc, que vão dar trabalho a resolver de forma a não ficarem evidentes se a madeira ficar à vista.
Também a sua ideia de se fazer uma tinta própria é-me completamente nova, embora já tenha ouvido falar de pintores profissionais que fazem tintas próprias nas suas aplicações. Também aqui lhe pergunto se tem mais indicações sobre isto, quais as vantagens, custos, durabilidade, etc?

Um abraço
Re: Recuperação de Portas Antigas - Madeira à Vista ou Tinta?
26 de Setembro de 2008 às 03:46
Boa tarde,

Estou neste momento a passar pela mesma frustração. Pelas fotografias que vi, o seu caso é idêntico ao meu.

Encontrei umas águas-furtadas de 5 divisões, com uma vista lindíssima, em S.Bento, mesmo perto do ISEG, que é onde começei agr com o mestrado e por uma renda de 300¤ grinning smiley. À primeira vista pareceu-me um paraíso a precisar de restaurar as cores. Mas tem sido bem mais complicado que issoconfused smiley
Os anteriores moradores da casa, pintaram portas e janelas, sem perfeccionismo absolutamente nenhum. Ainda tentei tirar a tinta com diluente e esfregão de aço, mas desisti, depois tentei com a lixa e vi que seria um trabalho bem longo e provavelmente ingrato. No meu caso ainda é mais grave uma vez que cada porta e janela têm a sua cor, sempre forte, seja azulão, verde alface ou cor-de-laranja.
Na cozinha, o soalho é em cimento, pintado de bordeau em tinta plástica. Posso pintar por cima, ou pôr mosaico?O que aconselham?Que materiais devo utilizar?
Quero transformar tudo de forma económica, mas já começo a desmoralizar. Nas paredes, por mais que lixe, continuam cheias de relevos e imperfeições, acho que vou começar a pintar. Tinha esperança que existisse no mercado algum primário que disfarçasse esses problemas, pk andar a colocar anti-fissuras a cada relevo nunca mais tenho a casa pronta.
O tecto em madeira, está todo com tinta branca, nem sei se devo-me aventurar a fazer seja lá o que for, raspar com espátula e lixar, acho que vou já partir para a pintura em casquinha de ovo também.
Quanto às portas e janelas. A minha ideia era devolver a todas as madeiras da casa a sua cor natural. Mas é uma tarefa impossível, pelo que neste momento penso em pintá-las odas de casquinha de ovo.
Quanto ao soalho, método oldschool: esfregar com pó Rex e depois passar cera de abelha e no fim pulir. Vamos lá ver no que dá.
Se tiverem dicas, agradeço muito qualquer tipo de informação que me ajude nesta Odisseia.
Re: Recuperação de Portas Antigas - Madeira à Vista ou Tinta?
24 de Outubro de 2008 às 07:01
Pois, desejo-lhe boa sorte...

Se vive em Lisboa pode levar as portas a um decapador. Sei que por aí há dessas empresas.

Por outro lado, se a casa é arrendada, também não lhe deve interessar investir muito para felicidade de outros...

Um conselho, se as suas paredes estão cheias de defeitos e relevos, não lhe interessa colocar pladur ou alisá-las com massas próprias para isso, tente encontrar as telas de fibra de vidro especiais (robbialac e outras) que se aplicam como papel de parede e que podem ser pintadas por cima.

Outro conselho, pintar sem preparar bem o suporte é tempo e dinheiro perdido....

Cumprimentos
Re: Recuperação de Portas Antigas - Madeira à Vista ou Tinta?
07 de Novembro de 2011 às 02:09
Citação:
Gloria1950
Desculpe por me meter a dar-lhe conselhos. Sou uma portuguesa que vive na Suécia desde há quase 25 anos. Talvez influenciada pelo estilo de vida nórdico em que quanto mais autênticas as coisas, melhores e mais bonitas, eu sou sempre da opinião que quando se puder recuperar, tem de se recuperar. Isto aplicasse a tudo, desde portas a janelas, chãos, etc.
No seu caso e embora tenha pela frente um duro trabalho, acho que deve recuperar estas portas e as suas fechaduras.
E quando falo em recuperar refiro-me a que, segundo a minha opinião, o que deveria fazer é tentar tirar a tinta da melhor maneira possível e tentando não queimar a madeira. É um trabalho que vai durar tempo mas acho que vale a pena. Depois aconselho-o a que uma vez tirada a tinta e as portas bem lixadas, NÃO AS ENVERNIZE!!! Eu odeio os vernizes, sei que em Portugal é tudo envernizado, desde chãos a moveis, etc. Mas o verniz não deixa respirar a madeira e não é um produto natural. Se fossem as minhas portas eu, ou deixava-as com a côr da madeira natural, muito bem lixadas, ou as cobria com óleo de linho (ou linhacca???) misturado com terpentina (não sei se se diz assim em Portugal) que as deixa ficar muito bonitas e deixa a madeira respirar.
E se as quiser pintar, pinte-as também com tinta natural feita com óleo de linho, pigmento da côr que escolher e secativo para as portas secarem depressa.
Eu não o aconselho nada a usar tintas a imitar a madeira. Tudo o que é imitacão é falso. Para isso é melhor tirar as portas e pôr portas novas. Desculpe mas se o senhor comprou uma casa antiga deve manter o mais possível do original.
Também o aconselho a não envernizar o chão. Mas isto é a minha opinião e como já lhe disse eu odeio vernizes e os seus brilhos.
Comprei um pequeno andar antigo em Lisboa que estou a recuperar. As janelas de madeira foram recuperadas (embora em contra da opinião do empreiteiro que queria pôr novas de aluminio e eu proibi-o de o fazer) e o chão do andar, todo em tábua corrida antigo, vai ser afagado e vou levar daqui da Suécia para Lisboa um produto natural à base de óleo de linhacca e outros óleos naturais para pôr no chão (nada de vernizes). E como eu quero o chão branco e que se vejam as veias da madeira, este óleo tem pigmento branco. Vai ficar lindissimo e algo que em Portugal não se vê. Eu sei que em Portugal gostam muito de madeiras escuras, moveis, chãos, etc. Mas eu gosto da madeira clara, que ajude a reflectir a luz e como o meu andar é um primeiro quero que o branco ajude a tornar o ambiente luminoso.
Mais uma vez pecco desculpa por me meter a dar opiniões. O senhor facca como entender, esta é só mais um conselho.
Pode-me contactar se quiser.
Boa sorte
Gloria

Olá D. Glória1950, ainda que a sua opinião tenha sido aqui colocada há anos só hoje, numa procura pela net, tive oportunidade de ler o seu comentário sobre esta questão de tratar a madeira da forma mais natural possivel. Como partilho inteiramente do seu ponto de vista gostaria de perguntar-lhe se por acaso tem conhecimento se o soalho de madeira (ou o mobiliário) ao ser envernizado pode libertar ao longo dos tempos químicos nocivos ao nosso organismo? E se acha que depois de envernizado esse porcesso é reverssível se voltarmos a afagar ou lixar o chão ou a peça de mobiliário. Pergunto-lhe isto pois tal como lhe disse partilho da sua opinião mas infelizmente fui praticamente "obrigada" a envernizar o chão de 2 quartos após afagar os mesmos e agora estou de consciência pesada por pensar que impregnei a madeira de químicos que vão permanecer no local onde irei dormir... preferia ter afagado o chão e concluido o trabalho com um produto o mais natural possivel mas temo que agora já seja tarde porque a madeira deve estar ensopada em químicos sad smiley Se tiver algum conhecimento nesta matéria agradeço a sua ajuda. Obrigada, Marisa
Apenas os utilizadores registados podem enviar mensagens para este fórum.

Clique aqui para entrar

Utilizadores ligados

Visitantes: 5

Máximo de utilizadores: 3 em 07 de Agosto de 2014
Máximo de visitantes: 311 em 29 de Outubro de 2013


Anunciar on-line | Assinaturas | Contactos | Notícias por RSS | Promoções | Serviços Móveis Record | Serviços Móveis CM
ADSL.XL | Classificados | Emprego | Directórios | Jogos | Horóscopo | Tempo

Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina.
Consulte as condições legais de utilização.