Guerra no Iraque :  Correio da Manhã The fastest message board... ever.
Washington e Londres lideram a invasão militar de um país soberano com o objectivo de destituir o seu presidente. O CM On-line abre este espaço de debate, para que os leitores possam aqui expressar opinião sobre a primeira grande guerra do novo Milénio. 
Fundamentos Democráticos
Enviada por: Nelsonfm ()
Data: 03 de Abril de 2003 às 05:15

Novamente venho transmitir à direção do Correio da Manhã os meus cumprimentos e admiração pela iniciativa de fundamental importância que foi a criação desse fórum que promoveu a reunião de pessoas de distintas partes do mundo e lhes permitiu externar suas opiniões sobre esse conflito que nos comove a todos. Com uma edição responsável em que houve a preocupação em não violar o conteúdo das mensagens veiculadas e tampouco limitação de espaço, importantes mensagens estão aqui registradas. Participo de diversos fóruns, inclusive em outras línguas, e esse, efetivamente, está sendo o mais democrático e dinâmico que conheço. Parabéns a direção desse periódico por essa nobre e oportuna iniciativa.

Correio da Manhã foi o título de um jornal em meu país que, à época, se mantinha no nível de um “O Globo”, “Jornal do Brasil”, “Folha de São Paulo”, “O Estado de São Paulo”, que são os mais importantes existentes hoje aqui no Brasil.

Imediatamente após o Golpe Militar de 1964, após publicar uma carta do então Deputado Federal Leonel Brizola em que este denunciava a natureza do golpe, seus patrocinadores (dentre eles os EUA) e o que deveria esperar a Nação Brasileira a partir de então, suas dependências foram invadidas, seus dirigentes e funcionários presos e a maquinaria foi toda destruída. Nunca mais circulou. Talvez por isso eu tenha tanto fascínio por esse nome.

Atravessamos longos anos de ditadura militar. Tivemos nossos mortos, nossos torturados, nossos desaparecidos e o nosso sofrimento durou longos vinte anos. Duas décadas de desenvolvimento surrupiadas ao povo brasileiro; duas décadas de sofrimento imposto aos que se atreviam discordar do “status quo” predominante; duas décadas de mordaça imposta aos nossos artistas e aos nossos jovens, mas pacientemente resistimos.

Sem nenhuma interferência ou ajuda de força estrangeira que se atrevesse a nos “libertar” lutamos democraticamente ao longo desses anos e o nosso povo dá uma aula de lição de Democracia para o mundo.

Colocamos no poder um líder metalúrgico com arrasadora maioria dos votos válidos nas últimas eleições. Ex-líder sindical, incontáveis foram as vezes que esteve preso nos porões da ditadura e hoje muito dos seus algozes estão, obrigados pela Lei, a prestar-lhe continência. Em nossos ministérios estão hoje alguns ativistas daquele período que passaram por prisões e torturas e conduzem nosso país com vigor e responsabilidade.

Nosso presidente, aparte nossa condição financeira difícil e nossa histórica dependência dos favores dos EUA, não titubeou em se posicionar contra a guerra que está se desenvolvendo e afirmou nos microfones da CNN que “O presidente Bush não tem o direito de sair por aí invadindo países soberanos como policial do mundo, ninguém o credenciou para isto”.

Àqueles que insinuam que “não entendo o que é democracia”, dedico o que escrevi acima.

Àqueles que me indagam “afinal contra o que estou me posicionando?” Gostaria de dizer que sou infinitamente contra a covardia, a mentira, a manipulação, a violência e ao cinismo, qualidades estas inerentes àqueles que imaginam que o sofrimento alheio não causa dor, sofrimento e desespero.



Sou contra a covardia de colocar um poderio militar incomensurável contra um país devastado por três guerras em vinte e cinco anos, que sofre embargo comercial há dez e teve parte dos seus armamentos militares destruídos há poucos dias;

Sou contra a mentira que tenta impor uma invasão criminosa e covarde, de viés eminentemente colonialista e de ocupação, como uma luta de “libertação”. Não vi em momento algum iraquianos solicitarem essa intervenção;

Sou contra a manipulação que induzem a população mundial a acreditar na veracidade de uma guerra conduzida por “armas inteligentes” e sem dor; Quem tiver alguma dúvida da violência dessa agressão, dêem um pulo no seguinte endereço – [www.aljazeera.net] - e vejam o horror das fotos ali publicadas;

Sou contra a violência cometida contra crianças, mulheres, velhos indefesos e homens pacíficos, muitos dos quais nem sequer sabem o que quer dizer Estados Unidos ou Inglaterra;

Sou contra o cinismo das entrevistas de televisão dos senhores da guerra sorridentes e seguros de si, enquanto seus jovens matam e se deixam matar no campo de batalha, muitas das vezes sem nem saber qual a razão de estarem ali.

Aos meus irmãos portugueses, povo do qual tenho profundo respeito e orgulho dos laços que nos une faço uma pergunta: qual foi a força militar internacional que invadiu Portugal para libertar-vos da violenta ditadura de Salazar?

Por fim, gostaria de dizer que estou a favor de todos os processos de lutas que se desenvolvem em um país em busca do seu destino sem nenhuma intervenção estrangeira.

Àqueles que se posicionaram ao lado dessa agressão militar criminosa e ilegal contra um país soberano, quero expressar meu profundo pesar e sugerir que se voltem mais para Deus. Só amando a Deus e descobrindo a essência desse amor poderemos um dia gostar dos seres humanos, nossos irmãos, como gostamos de nós mesmos.




AssuntoVisitasEscrito porEnviada
Fundamentos Democráticos1059 Nelsonfm 2003/04/03 às 05:15
Re: Fundamentos Democráticos 495 Sam 2003/04/03 às 06:13
Re: Fundamentos Democráticos 574 Bruna 2003/04/04 às 11:48
Re: Fundamentos Democráticos 592 Sam 2003/04/06 às 07:53
Re: Fundamentos Democráticos 473 Bruna 2003/04/14 às 01:37
Re: Fundamentos Democráticos 503 Sam 2003/04/14 às 05:38
Re: Fundamentos Democráticos 566 Bruna 2003/04/16 às 11:02
Re: Fundamentos Democráticos 432 Sam 2003/04/16 às 05:30
Re: Fundamentos Democráticos 481 Zabu 2003/04/03 às 06:33
Re: Fundamentos Democráticos 451 brmmfer 2003/04/04 às 02:17
Re: Fundamentos Democráticos 667 Zabu 2003/04/04 às 02:30
Re: Fundamentos Democráticos 437 digiphoto 2003/04/03 às 06:43
Re: Fundamentos Democráticos 429 Zabu 2003/04/03 às 11:03
Re: Fundamentos Democráticos 502 digiphoto 2003/04/04 às 01:08
Re: Fundamentos Democráticos 510 brmmfer 2003/04/04 às 02:35
Re: Fundamentos Democráticos 444 digiphoto 2003/04/04 às 02:20
Re: Fundamentos Democráticos 413 brmmfer 2003/04/04 às 07:00
Re: Fundamentos Democráticos 554 digiphoto 2003/04/05 às 01:30
Re: Fundamentos Democráticos 614 nippodenso 2003/04/04 às 07:38
Re: Fundamentos Democráticos 469 Zabu 2003/04/04 às 09:17
Re: Fundamentos Democráticos 531 brmmfer 2003/04/04 às 01:28
Re: Fundamentos Democráticos 470 Zabu 2003/04/04 às 09:41
Re: Fundamentos Democráticos 423 brmmfer 2003/04/04 às 05:47
Re: Fundamentos Democráticos 421 nippodenso 2003/04/04 às 07:51
Re: Fundamentos Democráticos 520 moxeh 2003/04/04 às 02:25
Re: Fundamentos Democráticos 490 Belinha 2003/04/04 às 01:28
Re: Fundamentos Democráticos 508 nippodenso 2003/04/04 às 08:02
Re: Fundamentos Democráticos 510 Belinha 2003/04/04 às 01:02
Re: Fundamentos Democráticos 514 Zabu 2003/04/04 às 03:26
Re: Fundamentos Democráticos 629 Belinha 2003/04/04 às 05:59
Re: Fundamentos Democráticos 498 Zabu 2003/04/05 às 10:00
Re: Fundamentos Democráticos 433 nippodenso 2003/04/04 às 08:14
Re: Fundamentos Democráticos 493 digiphoto 2003/04/05 às 01:44
Re: Fundamentos Democráticos 410 Belinha 2003/04/05 às 09:34
Re: Fundamentos Democráticos 470 digiphoto 2003/04/06 às 01:10
Re: Fundamentos Democráticos 442 Raquel 2003/04/05 às 06:10
Re: Fundamentos Democráticos 491 Belinha 2003/04/05 às 09:20
Re: Fundamentos Democráticos 512 nippodenso 2003/04/07 às 08:11


Array
Apenas os utilizadores registados podem enviar mensagens para este fórum.
Utilizadores ligados

Visitantes: 7

Máximo de utilizadores: 3 em 07 de Agosto de 2014
Máximo de visitantes: 311 em 29 de Outubro de 2013
This forum powered by Phorum.