Guerra no Iraque :  Correio da Manhã The fastest message board... ever.
Washington e Londres lideram a invasão militar de um país soberano com o objectivo de destituir o seu presidente. O CM On-line abre este espaço de debate, para que os leitores possam aqui expressar opinião sobre a primeira grande guerra do novo Milénio. 
ESTATÍSTICAS
Enviada por: brmmfer ()
Data: 06 de Abril de 2003 às 03:52

Caros Leitores:
Depois de uma leitura pouco mais que superficial da maioria de todas as intervenções neste Fórum, dei-me ao trabalho de “inventariar” as mesmas, tendo chegado à seguinte conclusão que espero considerem de boa-fé:
1 – Dos 44 Leitores intervenientes, 28 mostraram-se inequivocamente discordantes desta invasão genocida, 14 defenderam tratar-se de uma guerra necessária, 1 limitou-se a colocar um tópico sem o comentar e 1 apenas deu uma dica sem manifestar opinião;
2 – As intervenções partiram de vários e distintos Países nomeadamente Portugal, Brasil, Moçambique, Suiça, USA, México, França e outros que não identifiquei;
3 – Ressalvando eventuais excepções mas fazendo uma análise justa embora que de forma resumida, concluí que os Leitores discordantes da iniciativa de BUSH, demonstraram-no através de mensagens bem fundamentadas, construídas com subtileza sem qualquer tipo de animosidade, explicando bem as razões da sua repulsa por actos belicistas e em NENHUM caso vi qualquer alusão que pudesse ser confundida com simpatia ou tolerância em relação a Saddan Hussein. Também não vislumbrei expressões que denotassem qualquer tipo de propaganda partidária;
4 – Com a mesma ressalva e o mesmo estilo de análise, concluí que as mensagens da autoria dos Leitores que apoiam esta guerra ou que a toleram sob a evocação dela ter como finalidade a libertação do Povo Iraquiano, assentavam em argumentos pouco convincentes face ao enorme desnível entre as CAUSAS evocadas e os EFEITOS bem visíveis. De salientar a tónica dominante e –pelo menos aparentemente- orquestrada dos teores das mensagens destes Leitores: Um anti-esquerdismo feroz sempre patente; uma forte tendência para confundir a discordância com a Invasão com apoio à personalidade de Saddan Hussein; confundir igualmente a antipatia com a política de BUSH e alguns seus antecessores com anti-americanismo envolvendo nele o Povo Americano; Na falta de argumentos sólidos para justificar o apoio à invasão, encontrei também muita deselegância e alguma falta de respeito no tratamento dirigido aos Leitores opositores de opinião, rotulando-os ora de IGNORANTES, ora de ESTÚPIDOS, ora de POBRES E MAL AGRADECIDOS por serem devedores de muitas benesses recebidas dos USA e, na falta de mais ”piropos”ou argumentos, a célebre e estafada frase “-Esse anti-americanismo é fruto dos comunas e esquerdelhos”
5 – É também notório que as mensagens mais arrogantes e, por vezes, a rondar a provocação, são oriundas de Leitores que há muito não vivem em Portugal, País que colocam como tendo obrigação de se subjugar e subalternizar à América pelas citadas benesses recebidas!
Tenho plena consciência dos riscos que correria se estivesse a fazer afirmações gratuitas quanto às conclusões a que cheguei porquanto os dados que citei estão patentes On-line e podem ser revistas por todos os Leitores. Sujeito-me tranquilamente a qualquer acusação de empolamento na análise que fiz até às 00H00 de 06/04/2003 considerando-me profundamente satisfeito se, daqui por algum tempo, uma nova estatística levasse a conclusões mais benéficas para os Leitores que, afinal, fazem parte do Grupo MINORITÁRIO que apoia a invasão.
Por lamentável –mas compreensível- lapso por parte do CM na inserção da minha última intervenção, a mesma saiu truncada pelo que não sei se dificultou o entendimento das 3 classificações que atribuí à discussão de qualquer tema: GANHO DE TEMPO, PASSATEMPO e PERDA DE TEMPO. Desta vez, creiam os Prezados Leitores que classifico francamente esta missiva como GANHO DE TEMPO. Não com o objectivo de “ganhar” os indecisos porque certamente não os haverá entre os Leitores mas por poder levar alguns deles a uma profunda reflexão que os ajude a manifestarem as suas convicções e opiniões sem pretenderem impor “democraticamente” a sua sapiência como líder da VERDADE! Considero-me por completo partidariamente independente e homem de forte personalidade. Se o não fosse, com as leituras que fiz… seria natural que me situasse no grupo dos “esquerdelhos” face à involuntária propaganda que indirectamente lhes fizeram! À boa moda dos Políticos…: DISSE. Cumprimentos



AssuntoVisitasEscrito porEnviada
ESTATÍSTICAS528 brmmfer 2003/04/06 às 03:52
Re: ESTATÍSTICAS 428 Sam 2003/04/06 às 07:22
Re: ESTATÍSTICAS 390 brmmfer 2003/04/07 às 12:54
Re: Só não vê quem não quer 370 misternt 2003/04/07 às 09:10
Re: Só não vê quem não quer 389 brmmfer 2003/04/08 às 03:01
Re: Só não vê quem não quer 416 Zabu 2003/04/08 às 10:15
Re: ESTATÍSTICAS 300 Zabu 2003/04/07 às 12:10


Array
Apenas os utilizadores registados podem enviar mensagens para este fórum.
Utilizadores ligados

Visitantes: 6

Máximo de utilizadores: 3 em 07 de Agosto de 2014
Máximo de visitantes: 311 em 29 de Outubro de 2013
This forum powered by Phorum.